Kime-no-kata

Introdução ao Kime-no-kata:

Logo após fundar a Kodokan Judo, o shihan Jigoro Kano criou um kata para demonstrar um combate real, composto por 10 técnicas extraídas da tradicional arte marcial japonesa Jujutsu, nomeando o de Shobu-no-kata. Posteriormente ele aumentou o número de técnicas de 14 para 15.

Após um longo estudo do Jujutsu e incremento de idéias próprias, Kano Sensei apresentou uma prévia do kata ao conselho da Sociedade da Virtude Marcial Japonesa (Dai Nippon Butoku Kai), agora com 20 técnicas sendo 8 técnicas Idori e 12 técnicas Tachiai. Como resultado do debate o atual Kime-no-kata foi estabelecido.

Uma vez que o Kime-no-kata foi criado para ensinar as técnicas mais eficazes em um combate mortal, a importância da prática deste kata é para desenvolver e melhorar o Tai-Sabaki (movimentação) e as formas mais efetivas de controle um oponente.

Nomes e ordens das técnicas do Kime-no-kata:

  1. Idori
    1. Ryote-dori
    2. Tsukkake
    3. Suri-age
    4. Yoko-uchi
    5. Ushiro-dori
    6. Tsukkomi
    7. Kiri-komi
    8. Yoko-tsuki
  2. Tachiai
    1. Ryote-dori
    2. Sode-tori
    3. Tsukkake
    4. Tsuki-age
    5. Suri-age
    6. Yoko-uchi
    7. Ke-age
    8. Ushiro-dori
    9. Tsukkomi
    10. Kiri-komi
    11. Nuki-gake
    12. Kiri-oroshi

Conheça os 8 katas do Judô.