Sensei Vinicius é destacado em artigo da CBJ

0 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

Isso mesmo pessoal, o sensei Vinicius Erchov é notícia no site da Confederação Brasileira de Judô. A entidade máxima em nosso país prestou sua homenagem ao nosso Sensei pela conquista do certificado de eficiência no Nage-no-kata realizado em excursão realizada ao Japão para o curso oficial da Kodokan.

Confiram o artigo:

Brasileiro Vinícius Erchov recebe certificado na Kodokan

No berço do judô, o 4º Dan se tornou a única pessoas das Américas e receber tal honraria 

Vinicius Erchov conquista certificado na Kodokan

Vinícius Erchov se tornou o primeiro brasileiro a receber o certificado de eficiência na técnica Nage-no-kata, após apresenta-la em frente a mais de 250 praticantes de judô de várias partes do mundo. O feito foi conseguido após o 4º Dan completar um curso da Kata no Instituto Kodokan, em Tóquio, o berço do judô. Apenas duas outras pessoas no mundo – um sul-coreano e uma inglesa – conquistaram este certificado.

“Vou continuar ensinando judô, aprendendo com os professores mais graduados e tentar ir passando aos poucos o que consegui assimilar dos professores da Kodokan. Nunca podemos parar de estudar e devemos estar sempre preparados para poder agarrar as oportunidades que nos aparecem”, dsse o sensei Vinícius.

Em sua apresentação na Kodokan, Vinícius não pôde contar com seu uke a dezoito anos, Roberto Albanese, por questões profissionais. Luiz Alberto Santos, que junto ao sensei Rioti Uchida conquistou o Campeonato Mundial de Kata em três oportunidades, se prontificou a assumir a vaga de uke e tori para o sensei Vinícius.

“O professor Luís foi de extrema importância nesta conquista, pois treinei com ele durante toda a preparação. No último dia do curso, dia das apresentações, escolhi fazer o Nague no Kata, por entender ser o ‘carro-chefe’ dos katas de judô. Na Kodokan, somos avaliados individualmente como tori e uke. E o professor Luís, mesmo com lesões no corpo, se prontificou a fazer comigo o kata que eu escolhesse. E assim fizemos”, contou Erchov. “Depois de todas as apresentações feitas, conversava com os outros seis brasileiros que lá estavam até que um professor da Kodokan pergunta quem era o “Eruchobu” (maneira como os japoneses pronunciam o sobrenome Erchov), e disse que eu seria chamado lá na frente de todos os quase 300 participantes e receberia das mãos do próprio Sensei Matsushita o certificado de eficiência, que até hoje foi dado somente a mais duas pessoas, um coreano e uma inglesa de origem japonesa, e seria o representante do Brasil como o maior destaque”, prosseguiu.

A emoção de Vinícius, também tricampeão mundial de kata ao lado de Roberto Albanese -, em receber o certificado das mãos e na companhia de alguns dos mais importantes nomes do judô brasileiro e internacional, foi, segundo ele, superior a qualquer outra presenciada no esporte.

“Confesso que a emoção foi algo que nunca havia sentido na vida. Nem subir ao pódio como campeão do mundo fora do país e ouvir o hino nacional se compara ao que senti. Tendo a chance de representar o Brasil lá na Kodokan, fazendo curso ao lado dos Professores Luís Alberto e Uchida, e eu ter sido o grande destaque do mesmo, foi algo único. Ouvir, mais de uma vez, o parabéns do Sensei Matsushita, Abe e Daigo (que ouço história desde criancinha) é algo que nunca vou esquecer. Chorei com vontade. Lembrei de onde estava e tudo que aquilo representa para nós, judocas”, completou.

Fonte: CBJ

Comments are closed.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×